Pergunte à Miriam

Na época da campanha eleitoral este espaço era reservado para as pessoas poderem fazer perguntas à Candidata Miriam. Muitas foram feitas e todas respondidas.

Optei por manter esta seção, para a memória da campanha, mas para que o espaço tenha alguma utilidade na atualidade, ele continua aí para as pessoas que quiserem entrar em contato comigo.

Também é um espaço onde as pessoas podem deixar as opiniões sobre os temas deste site.

Obrigada pela participação!

Deixe sua pergunta abaixo.

Se não quiser que seu nome apareça em nossa página mande um email para email hidden; JavaScript is required

30 comments to Pergunte à Miriam

  • Todos os dias um bombardeio, monopólio de candidatos: Dilma e Serra, duas faces do mesmo modelo. Temos a alternativa de Marina Silva. O que você fará como Deputada Federal nos três níveis passíveis de atuação – local, regional e nacional? Grato.

  • Miriam Prochnow

    Caro amigo Augusto,

    Quem tem o poder de quebrar o monopólio dos candidatos, daqueles que consideram que o voto do eleitor já pertence a eles e por isso consideram o eleitor um mero detalhe, é o próprio eleitor.

    O voto não pertence a nenhum cacique político, a nenhum partido. O voto é do cidadão e da cidadã, da cidade ou do campo. Cada um tem um voto e este voto tem um valor muito grande pois pode mudar os rumos do país, colocar o país no rumo do século XXI ou mantê-lo no século passado, enquanto o restante do mundo avança.

    Os que pregam o plebiscito e desconsideram o cidadão, são os mesmos que querem manter o país no passado, manter as velhas e ultrapassadas políticas do crescimento pelo crescimento, sem considerar os sonhos e desejos da população. Veja o artigo que postei hoje neste site sobre a quetão do voto útil.

    Mas existe uma outra proposta, uma proposta que considera o povo como protagonista, que quer fazer as coisas junto com a sociedade, que quer o crescimento co sustentabilidade. Essa proposta tem à frente a Marina Silva e o Guilherme Leal. Preste atenção na Marina.

    O papel de uma deputada federal inclui uma atuação que considere sim os três níveis – local, regional e nacional. Existem temas que devem ser urgentemente debatidos e encaminhados como as mudanças climáticas, que afetam a todos, e nós aqui no Vale e Alto Vale do Itajaí já sofremos com enchentes e cada vez mais catastróficas.

    Veja a seção sobre Diretrizes para uma SC Sustentável. Lá você tem acesso a minhas propostas de trabalho. Elas estão abertas a sugestões, especialmente porque a minha candidatura é um projeto coletivo e não individual.

    Abraços,

    Miriam

  • Jaqueline Pesenti

    Oi Miriam! Como nossa deputada, como pretende atuar com o setor de turismo? Os bacharéis em turismo sofrem muito pela falta de reconhecimento da profissão, Projeto de Lei 6906 em tramitação, ou melhor, em enrrolação desde 2002.
    Abraços,
    Jaque.

  • Miriam Prochnow

    Prezada Jaque,

    O turismo é a atividade econômica do setor terciário que mais cresce no Brasil e no mundo, movimentando, direta ou indiretamente mais de US$ 4 trilhões, criando também, direta ou indiretamente, 170 milhões de postos de trabalho, o que representa 1 de cada 9 empregos criados no mundo (dados de 2004).

    Dentre as diversas formas de turismo o turismo ecológico, o turismo de aventura e os cruzeiros marítimos se destacam. No Brasil, o setor de turismo, apesar de seu crescimento nos últimos anos, ainda tem muito a desenvolver. A título de exemplo, o Estado de Santa Catarina tem uma grande indústria de turismo ligada ao litoral, principalmente às praias. Essa atividade, no estado se estende dos meses de outubro a março, portanto, é uma atividade sazonal. O Estado precisa investir em duas coisas principais: a) fazer com que o turismo deixe de ser sazonal e passe a se tornar permanente, cobrindo todas as épocas do ano; e, b) interiorizar o turismo.

    A interiorização é uma das formas de fazer com que o turismo aconteça ao longo de todo o ano. E o estado é riquíssimo em paisagens naturais (rios, cachoeiras, serras), aspectos culturais, culinários, arquitetônicos e outros que podem em muito contribuir para a interiorização. Para isso é necessário planejamento e investimento governamental.

    Sempre apoiei e como Deputada Federal vou apoiar, das mais diversas formas, as iniciativas de turismo ecológico, de aventura e também de turismo ecológico rural, a exemplo do Programa Acolhida na Colônia. Entendo que o povo de Santa Catarina tem muito a ganhar com o desenvolvimento de roteiros turísticos no interior. No Congresso Nacional vou apoiar todos os projetos que busquem ampliar o turismo ecológico e também melhorar as condições dos operadores de turismo em todos os níveis. Neste sentido, a aprovação de Projetos de Lei como o PL 6906, que pretende reconhecer a profissão dos bacharéis em turismo é certamente muito importantes para a melhoria do setor como um todo.

  • Miriam,

    Certamente doações, em espécie, são bem vindas para sua campanha. Nada aparece ao acaso, tudo tem custo, exceto a solidariedade e simpatia dos seus eleitores.

    Já é possível fazer doação, na sua conta especial de campanha, me parece que através de CNPJ(cadastro nacional de pessoa jurídica) através de serviços, como internet banking?

  • Miriam Prochnow

    Caro amigo Augusto,

    Agradeço imensamente o seu apoio e interesse em saber se já é possível fazer doações para a campanha. Como você sabe, o nosso propósito é fazer uma campanha ética, sem ostentação, sem gastos exagerados e cumprindo rigorosamente o que determina a legislação eleitoral. Mesmo assim são necessários recursos para elaboração de material impresso e outras despesas tais como: santinhos, baners, adesivos para carros, aluguel de salas para comitês, gastos com carro e combustível, assessoria de comunicação, telefone, Internet e outros tantos. Já temos recebido algumas contribuições de amigos.

    Dito isto a resposta à sua pergunta é: Sim, já é possível fazer doações.

    As doações de recursos financeiros podem ser feitas por Cheque nominal ou por transferência/depósito bancário identificado para a seguinte conta:
    Banco do Brasil
    Eleição 2010 – Miriam Prochnow – Deputada Federal – PV
    Agência – 0276-3
    Conta corrente – 45437-0

    Para cada doação financeira será emitido um recibo específico com nome e CPF/CNPJ do doador e CNPJ e número da conta da candidata.

    Além de doações financeiras podem ser doadas horas de trabalho ou emprestados equipamentos e outros bens necessários à campanha. Tudo isso deve ser devidamente documento e quantificado para que possa entrar na prestação de contas.

    Obrigada pelo apoio e abraços.

  • Amiga miram, desejo muito sucesso na sua importante campanha para deputada federal por santa catarina. Mesmo doistante quero ver seu nome para a defesa do meio ambiente e de nossa mata atlantica. Abraços Lizaldo Vieira
    Sergipe- Brasil

  • Olá Miriam,

    A sua campanha parece bombada, tenho visto inúmeras publicações,nos fazendo acreditar de que é mais de uma!

    Tenho uma questão, acho que um tanto delicada, pelo aspecto de já estar consumada. Uma pergunta de muitos, inquietos com a rápida aprovação e a construção da Usina de Salto Pilão, do consórcio Cesap, integrando as empresas Votorantim, Camargo Corrêa Geração de Energia e DME Energética. Construída no Rio Itajaí-Açú, nos municípios de Apiúna, Ibirama e Lontras, em menos de quatro anos, está gerando 182 MW de energia elétrica para o Vale do Itajaí, conforme tinham prometido. Quais razões levaram o movimento ecológico a impedir a sua construção, inclusive com medidas judiciais?

  • Miriam Prochnow

    Prezado Augusto.

    Em primeiro lugar é necessário esclarecer que, diferentemente do que divulgaram e fizeram o público acreditar, não cumpriram inteiramente, durante o processo de licenciamento, com todos os trâmites legais necessários à sua aprovação.

    Em segundo lugar é necessário esclarecer que o movimento ecológico trabalhou, desde o anúncio da obra, para que todos os estudos ambientais exigidos pela legislação fossem feitos e que a lei fosse rigorosamente observada, pois se tratava de uma obra com potencial impacto ambiental, tanto é que por força de lei foi submetida a diversas consultas públicas.

    Acontece que os estudos iniciais da obra apresentavam uma série de lacunas e omissões quanto a impactos ambientais. Uma delas dizia respeito à preservação de uma espécie de planta da família da laranjeira (Raulinoa echinata) que é endêmica da região de influência direta e indireta da usina. Além de ser endêmica, consta da lista oficial de espécies ameaçadas de extinção elaborada pelo Ministério do Meio Ambiente. Essa planta, cujo centro de dispersão está na área diretamente afetada pela usina, pode ser extinta da natureza, caso não sejam adotadas todas as medidas de conservação necessárias. Isso levou as ONGs a questionarem os estudos na justiça.

    Outras questões importantes, as quais não são ligadas a aspectos ambientais e que não foram questionadas pelo movimento ambiental, também foram divulgadas ao público de forma parcial. Por exemplo, foi dito que os 1.200 empregos gerados durante a construção da obra seriam, em sua maioria, do Alto Vale. Na verdade o tempo mostrou que muitos destes funcionários, vieram de outras hidroelétricas da empresa, aproveitando apenas em menor escala, a mão de obra da nossa região.

    Outro aspecto que foi propalado é que a energia elétrica seria para possibilitar o desenvolvimento e a instalação de novas indústrias e ampliação do comércio no Vale do Itajaí. Neste aspecto é necessário esclarecer que a energia gerada vai para o sistema nacional de distribuição e não diretamente para suprir eventuais necessidades de energia no Vale do Itajaí.

    Por outro lado, uma das sócias do Cesap, a Votorantin, é grande consumidora de energia e está construindo (em fase final) uma fábrica de cimento em Vidal Ramos, a qual necessita de grande quantidade de energia. Ou seja, por um lado a Votorantin e outras empresas criam consórcios para produzir energia para o sistema elétrico nacional, mas por outro lado, algumas dessas empresas são as grandes consumidoras de energia. No jargão popular: uma mão lava a outra. Nada contra isso, desde que os aspectos ambientais e sociais sejam devidamente observados e que as obras tragam benefícios públicos.

    É importante destacar que os questionamentos levantados durante o processo de licenciamento, tanto por pessoas da comunidade, pesquisadores e pelo movimento ambientalista, geraram estudos complementares e alguns ajustes na obra. Estes ajustes trouxeram também algumas conquistas e investimentos em conservação e recuperação ambiental como o reflorestamento de algumas áreas degradadas, recomposição de áreas de preservação afetadas e também investimentos em obras sociais nos municípios abrangidos.

    Estes questionamentos levantados pela comunidade e pelas ONGs se pautaram dentro da legalidade e levaram o Consórcio a adotar medidas que certamente não seriam adotadas se todo mundo tivesse dito amém ao projeto originalmente apresentado.

    Não se pode esquecer que esta obra é da iniciativa privada e a iniciativa privada prima pelo lucro, além disso, empresas não têm hábito de dar presentes a ninguém. Por isso é importante que a sociedade e os movimentos ambientais estejam sempre atentos para que quaisquer obras de impacto ambiental sejam realizadas com o cuidado necessário e observem os ditames da legislação. Gerar empregos e desenvolvimento é importante, mas é muito mais importante que esse desenvolvimento venha acompanhado de qualidade de vida e que os empregos gerados sejam empregos que respeitem os direitos do trabalhador.

    A luta da sociedade e dos ambientalistas, da qual participei, não foi em vão, tendo trazido alguns benefícios para a sociedade e melhorias no projeto. Não foram obtidas todas as conquistas necessárias, pois a conservação da espécie Raulinoa ainda não esta garantida. Isso nos dá a certeza, de que as lutas em prol da natureza e seus frágeis mecanismos, precisa do engajamento de toda a comunidade, seus maiores beneficiados ou prejudicados, quando obras e projetos da iniciativa privada ou do governo não cumprem a legislação ambiental.

    Espero ter contribuído.

    Miriam

  • Olá Miriam,
    estou aqui representando uma grande parte de jovens que apoia o partido verde
    muitos canditados tem receio de responder essa pergunta, e mal sabem o quanto perdem por não terem uma resposta
    No entanto, o que você diz a respeito da legalização da Maconha?
    grato,
    Rafael.

  • carlos leonetti

    Miriam, qual eh a tua posicao em relacao ao Codigo Florestal de SC e as mudancas no Codifo Florestal brasileiro?

    Carlos Leonetti Professor de Direito UFSC

  • Ronaldo Verdi

    Mirian qual são os seus projetos para área de educação,pois curso licenciatura em matemática e a área de educação me interessa muito.Estou torcendo por você,abraço.

  • Miriam Prochnow

    Oi Rafael,

    A minha posição em relação a esse assunto é a mesma defendida por
    nossa candidata a Presidente, Marina Silva. A questão é extremante importante e deve ser encarada com seriedade e sem medo. A sociedade precisa estabelecer um processo de debate sobre o assunto, para encaminhar uma solução adequada. Com certeza não me furtarei a participar desse debate.

    Veja a posição de Marina: “Insisto no argumento de que falta informação. Temos que ter mais informação, mais debate, mais convergência para podermos encontrar o caminho. As pessoas que
    advogam a posição da descriminalização também são sérias e não estão fazendo um discurso da apologia às drogas. E pessoas com embasamento técnico, numa série de outras informações e com um outro olhar têm uma posição contrária. Então nós precisamos aprofundar esse debate para que possamos ter uma saída. Se esse debate for apenas dicotomizado em quem é contra e quem é a favor, nós não vamos encontrar solução. Continuar como está não é a solução. Descriminalizar, sem o acolhimento, o atendimento, o tratamento, também não é a solução. Então vamos buscar os meios conjuntamente. Essa é a minha posição e eu também advogo em favor de um plebiscito”.

    Oi Carlos,

    A legislação federal é uma das mais completas e melhores do mundo. No entanto, ainda existem aspectos que precisam ser melhorados,especialmente no que concerne a burocracia envolvida na aplicação. Precisamos com urgência simplificar os procedimentos e facilitar a vida daqueles que querem trabalhar na legalidade e que hoje são a maioria da população. É inadmissível que o proprietário rural que queira averbar os seus 20% de reserva legal, seja submetido a uma verdadeira via sacra, exigências de certidões, projetos técnicos e altos custos para cumprir a lei. Na minha opinião, a averbação da reserva legal deveria ser auto-declaratória, ou seja, o proprietário informaria ao cartório a localização e o tamanho da área e assumiria a responsabilidade pelas informações prestadas.

    Está mais do que na hora do poder público começar a adotar uma política de apoio e parceria com quem quer cumprir a lei e deixar de aplicar exclusivamente a política de fiscalização. Um bom exemplo de como isso pode ser feito está aqui mesmo no Alto Vale, onde a AMAVI em parceria com o Ministério do Meio Ambiente, a Apremavi, a TNC e todas as prefeituras estão trabalhando em conjunto para ajudar os agricultores no mapeamento e averbação da reserva legal de suas propriedades. Uma propriedade rural adequada ambientalmente é uma propriedade duas vezes legal, uma porque cumpre a lei e outra porque se torna uma lugar “legal” e agradável para morar e viver, que é o que todos querem.

    Quanto a legislação estadual, agora reunida no Código Ambiental aprovado no ano passado, tem aspectos positivos. No entanto, o código estadual está repleto de inconstitucionalidades, pois reduziu a proteção ambiental, confrontando a legislação federal. Os aspectos inconstitucionais do Código Ambiental de SC estão sendo questionados no Supremo Tribunal Federal pelo Ministério Publico Federal, pelo Partido Verde e pela Advocacia Geral da União, que acatou parecer do Ministério do Meio Ambiente.

    Oi Ronaldo,

    Obrigada pelo apoio. A educação deve ser tratada com prioridade e a oportunidade para os jovens vem acoplada à isso. Minhas propostas com relação à educação estão no seguinte link abaixo. Participe de deixe suas sugestões:

    http://www.miriamprochnow.com.br/diretrizes-sc-sustentavel/educacao-de-qualidade/

    Abraços,

    Miriam

  • edilson

    olà Miriam!

    ainda no assunto legislação ambiental e reserva legal,o que pode ser feito para agricultores que possuem propriedades entre 3 a 5 hectares e dependem da produção na sua totalidade pera seu sustento?
    onde encontrar um equilibrio entre preservação e o sustento de pequenos agricultores?

  • Miriam querida.
    Estou muito feliz em ver amigos candidatos. Pessoas as quais conheço e nas quais acredito e confio! Fico feliz e pareço estar em um “verdadeiro” sonho quando penso que podemos ter Marina Silva como Presidente deste país. Esta mulher de aparência frágil mas espírito forte e guerreiro, que nos faz acreditar que podemos fazer sempre melhor, que podemos ter esperança sim, mas que precisamos ir à luta, todos os dias. Fico feliz em ver você, Miriam, ao lado dela, porque você só poderia mesmo estar Deste lado, porque também é guerreira, também é corajosa, também é gente que arregaça as mangas e faz, não fica só reclamando de quem não faz.
    Gostaria Mirian e Marina, que meu voto se multiplicasse dentro da urna, como minha esperança e minha alegria estão se multiplicando dentro de mim. E sei que podemos multiplicar os votos também, porque apesar de distantes estamos juntos e não sozinhos, e juntos somos fortes!!! Contem com isto, contem comigo!!! E contem também com minhas orações por um mundo mais justo e leal. Deus as abençõe grandemente.
    Da amiga, bióloga e ambientalista, Adriana Bravim.

  • Marcelo Steiner

    Ola Mirian.
    Sou Técnico Agrícola trabalho na Epagri a 7 anos. Estou cursando direito ns Unidavi e o tema do meu TCC será: Análise dos conflitos do código florestal art 2º alinea ‘a’ e a pratica agrícola da pequena propriedade rural no alto vale do itajaí. estou precisando de material para pesquisa, você tem alguma sujestão.
    muito obrigado
    Marcelo Steiner

  • Sheila Cristina Wehling

    Miriam,

    Gostaria de saber a sua posição com relação a situação dos animais em nosso pais. Farra do boi, puxadas de cavalos (entre outras manifestações culturais), condições de vida dos animais de abate, circo, programas de castração, etc.

    Sheila

  • Juarez

    Boa tarde Miriam, estamos a poucos dias das eleições e ainda não tenho candidato a Deputado Federal, então gostaria de saber porque deveria votar em você?
    1) Quais as principais Leis que você irá trabalhar?
    2) Qual será o mecanismo de comunicação que você irá usar com o seu eleitorado após eleita?

    Tente me convencer a votar e você, pelo que li ao seu respeito até agora me leva a crer que você é uma pessoa dedicada e respeitosa. Mas isso não é suficiente para um cargo público, precisamos de pessoas que fazem e não fantasmas como temos hoje.

    Obrigado.

  • Felipe Xavier

    Miriam, gostaria de saber sua posição em relação ao aborto.

  • Miriam Prochnow

    Olá Edilson,
    O Código Florestal (Lei 4.771/65) já prevê uma série de alternativas para quem eventualmente não possua mais floresta em seu imóvel: compensação em outro imóvel, condomínio de reserva legal, doação ao poder público de área equivalente em UC, Cota de Reserva Florestal.
    Abs
    Miriam

  • Miriam Prochnow

    Olá Adriana!
    Muitíssimo obrigada por suas estimulantes palavras. Sua ajuda é muito importante. Estamos na luta para fazer a onda verde virar um tsunami de votos verdes no domingo. Continue ajudando, falando com seus familiares, amigos e amigas e assim vamos juntos conseguir fazer o Brasil que queremos.
    Abs
    Miriam

  • Miriam Prochnow

    Oi Marcelo,
    Sugiro que você procure informações no Ministério do Meio Ambiente (www.mma.gov.br ) , na Amavi (www.amavi.org.br) e na Apremavi (www.apremavi.org.br).
    Abs
    Miriam

  • Miriam Prochnow

    Olá Sheila,
    Eu sou contra qualquer tipo de crueldade contra os animais. Acho a farra do boi uma aberração e sou contra. Acho também que os animais criados para abate devem ser criados em ambientes adequados, que não os submetam à crueldade.
    Abs
    Miriam

  • Miriam Prochnow

    Caro Juarez,
    A minha história de vida é a minha credencial para merecer o seu voto. Você encontra um resumo em http://www.miriamprochnow.com.br/biografia/ . No site você também encontra as principais propostas. Se eleita pretendo manter uma comunicação direta com a sociedade através da internet e também estarei a disposição para pessoalmente trocar idéias e discutir propostas e projetos de lei com os cidadãos que assim o desejarem.
    Conto com seu apoio e empenho para convencer também seus familiares, amigos e amigas a votarem nos candidatos do Partido Verde, que é o único que tem propostas condizentes com as demandas do século 21.
    Abs
    Miriam
    Obrigado.

  • Miriam Prochnow

    Olá Felipe,
    Sou totalmente a favor da vida, de todas as formas de vida. Sobre essa questão do aborto concordo com a nossa candidata a presidente Marina Silva, que defende uma ampla discussão sobre o tema e a realização de um plebiscito.
    Também acho que é importantíssimo que se leve informação, educação e que com isso se consiga alcançar planejamento familiar.
    Abs
    Miriam

  • Fabiana

    O ICMS Ecológico funciona como um incentivo para os municípios continuarem investindo na preservação ambiental, servindo também como uma fonte de renda importante para muitos deles atuando, desta forma, como um grande instrumento de fomento ao desenvolvimento sustentável.
    O ICMS Ecológico, já foi implantado em vários estados como Paraná, São Paula, MG, etc. Porém em SC não passou de discussões. Qual a sua proposta em relação ao tributo? Você pensa em retomar as discussões a respeito para implantá-lo de forma definiva no estado? De que forma?
    Abs

  • anderson

    Como fundar um diretório da REDE em meu município?Aqui são 12 anos de mandonismo e a hora de mudar chegou.Pode nos auxiliar sessa questão?
    Aguardo ansiosamente , obrigado.

  • yasmin

    Míriam o que voce te a falar sobre a série Pretty Little Liars?

  • You share interesting things here. I think that your page can go viral easily and i know
    how to do it, just search in google – mimesis content advices

  • Juarez França

    O ecologista Sr. Yurgen Klein indicou-a como referência para obtenção de plantas-mudas nativas (imbuia,canela,peroba,cedro). Como fazemos para obter informações mais detalhadas. Desde já agradeço a atenção.

Leave a Reply

  

  

  

You can use these HTML tags

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Spam Protection by WP-SpamFree