Marina Silva estará em SC no sábado, 21 de agosto

Marina Silva, em Santa Catarina, apresenta plano contra desastres naturais e propostas para desenvolvimento sustentável

Mudanças climáticas, desastres naturais e mobilidade urbana, temas do programa de governo de Marina Silva, serão discutidos com a comunidade blumenauense neste sábado, durante visita da presidenciável ao Estado.

As mudanças climáticas já afetam milhões de pessoas em todo mundo e Santa Catarina está alerta para as alterações do clima e suas consequências, principalmente depois de enfrentar uma tragédia sem precedentes no final do ano de 2008. Preocupada com esta situação a candidata à presidência, Marina Silva, estará em Blumenau na manhã do dia 21, sábado apresentando suas propostas para atenuar as mudanças climáticas e enfrentar ou evitar novos desastres naturais. Às 10h Marina, juntamente com candidatos verdes à Câmara Federal e Assembléia Legislativa, participa de manifestação na praça Dr. Blumenau contra o aquecimento global. Para demonstrar as consequências do aquecimento global será montada “uma fogueira de gelo”. A “fogueira de gelo” consiste em empilhar barras de gelo em forma de fogueira e assim replicar o que acontece com as calotas polares e o derretimento do gelo que ainda existe na Terra.

Segundo especialistas em clima, em Santa Catarina vem ocorrendo eventos climáticos cada vez mais extremos provocados pela devastação do meio ambiente. Enchentes, vendavais, ressacas, secas e até furacões acontecem com maior freqüência e intensidade, provocando imensuráveis prejuízos econômicos e sociais. No final de 2008 o Vale do Itajaí, principalmente as cidades de Blumenau, Gaspar, Ilhota e Itajaí foram duramente atingidas por chuvas torrenciais. “Mais de uma centena de pessoas perderam suas vidas, milhares de famílias tiveram graves prejuízos econômicos com perdas de casas, utensílios domésticos e outros bens duramente conquistados através de anos de trabalho e não podemos permitir que isso continue acontecendo sem que providências sejam rapidamente tomadas”, afirmou Miriam Prochnow, candidata a deputada federal do Vale do Itajaí. Segundo Miriam, ambientalista catarinense com mais de 20 anos de trabalho pela Mata Atlântica, “as conseqüências das mudanças climáticas podem ser minimizadas através do planejamento e adequada ocupação do solo e o poder público precisa atuar no sentido de garantir as condições para que todos possam morar em lugar digno e seguro, livre de enchentes e desbarrancamentos”. “Isto é perfeitamente possível num país com mais de 8,5 milhões de Km2 de superfície”, garante Miriam.

Em suas diretrizes de governo, Marina Silva afirma ser necessário implantar um Sistema Nacional de Alerta de Desastres Naturais que seja capaz de antecipar e prever os chamados eventos extremos (tempestades, secas, geadas). Regulamentar a Lei de Mudanças Climáticas e criar a Agência Nacional de Clima é necessário e urgente destaca Marina. Marina também afirma que é necessário reestruturar e fortalecer o Sistema Nacional de Defesa Civil com a criação da carreira de agente da Defesa Civil e reativar o Fundo Nacional de Defesa Civil, além de apoiar a criação de Conselhos de Defesa Civil. Segundo Marina, os eventos climáticos extremos já ocorrem com maior freqüência e intensidade, sem que nossas cidades estejam adequadamente preparadas para enfrentá-los.

O projeto de administração nacional sabe que além de medidas paliativas, medidas preventivas são fundamentais. Por isso, Marina fala também sobre mobilidade urbana saudável, que permita que as pessoas se locomovam minimizando a emissão de gases. Reordenar e direcionar os investimentos e subsídios em transportes de forma a estruturar o crescimento e mobilidade nas cidades, visando sistemas adequados aos diferentes tamanhos e tipologias de cidades existentes no território. Criar incentivos e inserir nos critérios de financiamento o estabelecimento de instituições reguladoras de transportes coletivos em regiões metropolitanas e aglomerados urbanos (integrar modais, otimizar frotas e itinerários, reduzir tempo de viagens, entre outros). Incorporar a bicicleta como meio de transporte e criar condições para seu uso seguro também faz parte da proposta (ciclofaixas, ciclovias, ligações intermodais) de Marina Silva.

Um Brasil sustentável não está apenas na preservação do meio ambiente, mas também no crescimento sustentável da economia. “A infraestrutura é a base fundamental para sustentação do crescimento econômico”, afirma Marina Silva. Diz ainda que o sistema tributário precisa ser reestruturado com firmeza e intensidade de propósito. O compromisso é promover uma reforma tributária que busque a simplificação e a transparência do sistema, o aumento da progressividade tributária através da redução da participação de impostos indiretos e dos impostos que incidem sobre a folha de pagamento na carga total, maior transparência para a sociedade e a redução da carga tributária, que só pode ser alcançada no médio prazo com a redução do crescimento dos gastos públicos.

A forma como é planejada e constituída tem enorme impacto na distribuição geográfica do desenvolvimento, na qualidade de vida da população e nos impactos ambientais. Na transição para uma economia de baixo carbono, o planejamento da infraestrutura deve ter foco em uma infraestrutura que seja eficiente e sustentável no uso dos recursos naturais. Nos sistemas de transporte, a ênfase deve ser dada às ferrovias, às hidrovias e aos sistemas híbridos, combinando biocombustíveis e eletricidade.

“É preciso preparar tecnicamente os municípios para se adaptarem às novas legislações que incentivam a participação de investimentos privados no setor. É consenso que há regras suficientes para impulsionar investimentos, cabendo aos estados e municípios proceder às adaptações que a legislação federal determina”, afirma a candidata à presidência da República.

AGENDA EM SANTA CATARINA:

BLUMENAU

10h – Manifestação contra o aquecimento global com a montagem de uma fogueira de gelo – Praça Dr. Blumenau, acompanhada por ciclistas. Na praça Marina fala ao público presente e concede entrevista à imprensa.

11h30min - Visita às área de desmoronamento junto com comissão de atingidos

12h – Encontro com atingidos

JOINVILLE

16h - Visita a uma experiência empresarial inovadora – Perini Business Park

17h30min – Encontro com candidatos do PV

Leave a Reply

  

  

  

You can use these HTML tags

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Spam Protection by WP-SpamFree